24/07/2020
Por: marketing

1ª edição da Confere Música, evento digital e gratuito debate música tocantinense durante e pós-pandemia

Pensar em novos caminhos, soluções e propostas para a cena independente musical  é o objetivo da 1ª edição da Confere Música, conferência digital que ocorre entre os dias 29 de julho à 1º de agosto.

Com uma programação diversificada, o evento que conta com quatro mesas, começa sempre às 19h, via Zoom. O Confere é totalmente online e gratuito e traz a tona debates com temáticas ligadas ao universo do entretenimento e da música tocantinense.

Para iniciar a Confere, o painel do dia 29 discute o tema ‘Festivais e Casas de Shows: como fica a música ao vivo’. A mesa tem a presença de Laura Damasceno, jornalista mineira e curadora musical de eventos como Breve Festival e Meca, do músico e produtor cultural do Festival Do Sol, de Natal (RN), Anderson Foca, e tem a mediação do produtor cultural da Árvore Seca (TO), Fábio Henrique.

No segundo dia, com o tema ‘No mundo pós-pandemia é preciso repensar na cena independente’, a Confere recebe a produtora cultural de um dos maiores festivais do País, o No Ar Coquetel Molotov, Ana Garcia (PE), a gestora cultural, pesquisadora e consultora Beth Ponte (BA) e a produtora cultural Carol Morena (BA). A mediação fica por conta do músico, grafiteiro e produtor tocantinense Ithalo Kodó.

Divulgação na internet? Como utilizar redes sociais? Quais materiais precisam ter enquanto banda? Onde postar o que crio? Tenho release? Foto? Estou nos streamings? Qual streaming vale a pena? Para responder as perguntas dos artistas que hoje necessitam gerenciar suas criações musicais como pequenos negócios, a mesa do dia 31 vem com o tema ‘Gestão de Carreira’. A condução fica por conta da jornalista e guitarrista da banda tocantinense Big Marias, Samia Cayres, que é acompanhada dos palestrantes, o produtor cultural e DJ Patricktor4 (BA) e da empresária e diretora da Foco na Missão escritório que administra a carreira do músico Rashid, Daniela Rodrigues (SP).

A 1ª edição da Confere encerra com uma oficina dada pelo guitarrista da banda Boogarins (GO), Benke Ferraz com o tema ‘Produção Musical a Baixo Custo’.

O evento foi idealizado pelos jornalistas Cecília Santos e Philipe Ramos. Segundo os organizadores, a programação busca contemplar as demandas básicas desse público e a partir da troca com palestrantes convidados, que trazem seu know-how e expertise, promover mudanças, conectar pessoas e pensar em um futuro melhor no meio do caos instalado pela pandemia do novo coronavírus, que está prejudicando o segmento da cultura em todo País.

“Ninguém contava que 2020 chegaria com um vírus que se espalharia pelo mundo resultando numa pandemia global fazendo com que o planeta tivesse que repensar sua maneira de viver. De pequenos processos, maneiras de se fazer, comercializações, planejamentos até a criação e divulgação da arte. Palmas, que vinha numa crescente em relação a cena independente (que, apesar de toda dificuldade e falta de apoio se esforça para existir) provavelmente deve retroceder muito no mundo pós-pandemia. Por isso, o que queremos é discutir o que é possível fazer para isso não acontecer”, diz Philipe.

Para Cecília, a Confere inclui o Tocantins nas discussões voltadas à cena independente. “Quando pensamos na importância de se fomentar iniciativas fora do eixo, nos destacamos, pois o Estado, infelizmente se encontra hoje à margem até mesmo do circuito alternativo não oficial. Temos dificuldades de realizar festivais, poucos e irrelevantes editais de cultura, artistas autorais que sofrem para existir no mercado. O que não falta é força de vontade. E assim surgimos com o intuito de debater toda essa conjuntura e os envolvidos nela, artistas, músicos, produtores, promoters, comunicadores, pesquisadores e uma lista que só cresce”, finaliza.

Fonte: surgiu.com.br

 





Avenida Santo Amaro, 1386 - 3º andar - Vila Nova Conceição Cep: 04506-001 - São Paulo - SP
© 2013 Todos os direitos reservados | Tech House Soluções