03/04/2018
Por: marketing

10 motivos para assistir à Ópera Rock dos Titãs

Banda faz estreia nacional de Doze Flores Amarelas no Festival de Curitiba.

 

doze-flores-credito-annelize-tozetto

Com 36 anos de estrada, os Titãs sobem ao palco para um espetáculo bem diferente do que eles estão acostumados.

A Ópera Rock Doze Flores Amarelas tem Branco Mello, Sergio Britto e Tony Bellotto (os três remanescentes da formação clássica da banda) no palco com Beto Lee e Mario Fabri.

O G1 participou da coletiva de imprensa e listou 10 motivos para assistir ao espetáculo. Confira:

1) Doze Flores Amarelas será encenada pela primeira vez em Curitiba. Depois, o espetáculo segue para São Paulo e em turnê pelo Brasil.

2) A direção é de Hugo Possolo – ator, dramaturgo e diretor do grupo de teatro Parlapatões – e de Otavio Juliano, que trouxe uma linguagem tecnológica para o espetáculo.

3) A narração é feita por Rita Lee, que aceitou o convite imediatamente, e faz o link entre as canções e o enredo. “Temos uma relação muito boa com a Rita. E foi emocionante vê-la dar voz à nossa história”, contam os Titãs.

4) No palco, junto com a banda, estão três atrizes: Corina Sabbas, Cyntia Mendes e Yas Werneck. Elas contam a história de três meninas que vão a uma festa e são violentadas por cinco rapazes. “Essa é a primeira vez que interagimos com atrizes em cena”, conta Branco Mello;

5) Toda a história é narrada por 25 canções inéditas, compostas exclusivamente para o espetáculo.

6) No palco, além de violência e assédio, Doze Flores Amarelas fala de relacionamento entre pais e filhos, de vingança, ódio, paixão. “E fala também sobre tecnologia, como ela atinge a vida das pessoas”, conta Hugo Pessolo.

7) A estrutura do espetáculo surpreende. Além de todo o aparato da banda, tem o cenário, composto por telas para projeções que criam diversos ambientes. A assinatura é de Olivia Branco, que tem na bagagem espetáculos como Cantando na Chuva e Chaplin.

8) O espetáculo é híbrido, com três linguagens reunidas: teatro, música e cinema. As personagens interagem com vídeos em cena e com as canções.

9) As músicas são variadas, com estilos que vão desde o punk rock até o acústico. Há trechos orquestrados. “Cada canção é independente. O processo criativo foi muito interessante de acompanhar, as músicas tem uma teatralidade própria”, conta Possolo.

10) O público poderá assistir os Titãs de uma forma bem diferente, mas sem receio. “Estamos na estrada há 36 anos. Isso nos deixa mais destemidos em demonstrar trabalhos novos”, finaliza Branco Mello.

Serviço

  • Doze Flores Amarelas
  • Data: 3 e 4 de abril
  • Hora: 3 de abril, as 21h (ensaio aberto) e 4 de abril, as 21h (pré-estreia)
  • Local: Guairão
  • Ingresso: R$ 70 (inteira) R$ 35 (meia) + taxa administrativa

Sobre o Festival

O Festival de Teatro de Curitiba chega a 27ª edição com mais de 400 atrações – sendo uma pré-estreia e sete estreias nacionais e três espetáculos internacionais.

O evento acontece entre os dias 27 de março e 8 de abril. Espetáculos de teatro e de música, oficina, palestras e atividades gastronômicas vão ocorrer em mais de 90 espaços da cidade e também da Região Metropolitana. Serão 384 sessões gratuitas.

Os ingressos podem ser comprados no site do festival, no aplicativo “Festival de Curitiba 2018” e nos quiosques montados no Shopping Mueller e no ParkShoppingBarigui.

Fonte: G1 Globo.

 





Avenida Santo Amaro, 1386 - 3º andar - Vila Nova Conceição Cep: 04506-001 - São Paulo - SP
© 2013 Todos os direitos reservados | Tech House Soluções